Segunda, 20 de Setembro de 2021 10:32
(35) 988158840
Geral FUTEBOL FEMININO

Por mais Formigas no futebol brasileiro

Aos 43 anos, Formiga chega à sua 7ª Olimpíada, em busca do tão sonhado ouro. Única atleta, entre homens e mulheres, a disputar outros sete Mundiais, avessa a badalações e aparições é ao lado de Marta a maior jogadora em ação do futebol brasileiro

24/07/2021 09h23
246
Por: Redação 4
Formiga é o exemplo de superação no esporte e na vida vencendo principalmente o preconceito/Foto: Internet
Formiga é o exemplo de superação no esporte e na vida vencendo principalmente o preconceito/Foto: Internet

 

Guilherme Abraão

Patrimônio do esporte brasileiro, seu nome de batismo é Miraildes Maciel Mota, mas é conhecida por Formiga. Em campo, executa com perfeição e maestria o “trabalho de formiguinha” que lhe rendeu o apelido ainda na adolescência. Com mais de duas décadas de atuações nos gramados, ela superou a tripla barreira, por ser mulher, negra e nordestina. Atualmente, é a maior e mais longeva jogadora das Copas e das Olimpíadas. 

Ainda pequenas, se tinha uma boneca, arrancava a cabeça para que servisse de bola, o padrinho viu a cena e logo se convenceu em não dar mais boneca e sim uma bola, apesar da resistência dos irmãos, que não gostavam de ver ela entre os amigos, e tentavam impedir, mas sua vontade era maior. Jogava descalça nos campos de barro no Subúrbio Ferroviário de Salvador.

Aos 15 anos, foi revelação do Brasileiro, o que levou à sua precoce convocação à Seleção, aos 16 anos, estreio na Copa do Mundo de Futebol Feminino, na Suécia, em 1995, desde então esteve em todas as edições de Copas e Olimpíadas, um feito inédito, e que dificilmente será alcançado por outro/a atleta.

Na vida e no futebol teve que enfrentar e vencer muitos obstáculos, um deles o racismo. Em uma das ocasiões, aguentou 90 minutos sendo chamada de “macaca” por um torcedor na arquibancada. Ao fim da partida, ele pediu para tirar uma foto. Formiga o atendeu, mas, em seguida, sugeriu que o agressor enquadrasse a imagem como uma forma de se envergonhar para o resto da vida de seu comportamento naquele dia. O torcedor racista saiu vaiado do estádio.

Formiga vinha jogando no Paris Saint-Germain, na França, e optou por voltar ao Brasil para vestir a camisa do São Paulo. Assim como já faz na seleção, vai tentar na equipe paulista servir de exemplo para a geração mais nova. Depois de pendurar as chuteiras, a volante pretende desafiar o predomínio dos homens brancos e se tornar treinadora. No time da capital paulista, ela anunciou que é seu último contrato. Mas, não se assustem se ela mudar de planos, se seguir firme, disposta e jogando até 2024, quando haverá os Jogos Olímpicos em Paris.

Comandada pela experiente e carismática treinadora bicampeão olímpica, a sueca Pia Sundhage, o sonho do ouro olímpico, das meninas do futebol brasileiro parece mais perto, elas começaram atropelando, venceram a China por cinco a zero, na estreia do futebol feminino dos Jogos de Tóquio, o próximo jogo é contra a Holanda.

Em 2016, nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, e em 2019, na Copa do Mundo de Futebol Feminino, na França, as meninas brasileiras caíram nas graças e foram acompanhadas pela torcida brasileira, dando ainda mais destaque e importância a modalidade. Recentemente grandes marcas se uniram, e organizaram a campanha "Futebol Feminino é Coisa Nossa".

Lideradas por Guaraná Antarctica, as marcas irão colaborar diretamente na formação de atletas em parceria com o projeto Em Campo que, desde 2016, já colocou 41 jogadoras em times profissionais pelo Brasil. Com o resultado do #ApoieoFutFeminino, o projeto aumentará em 55% o número de jovens atletas atendidas, além de ampliar a estrutura física e expandir a equipe profissional.

Em 2020, Campeonato Brasileiro Feminino, a série A1 (primeira divisão) teve um número recorde de equipes profissionais. Dos 16 clubes participantes, dez deles já não são mais considerados amadores. É importante ressaltar que, até pouco tempo atrás, era muito raro ver jogadoras de futebol recebendo salários com carteira assinada, isso era privilégio de poucas. Essa é uma conquista significativa, porque mostra o quanto a modalidade está em evolução no Brasil. Para se ter ideia, o primeiro clube a profissionalizar suas atletas apareceu apenas em 2015, foi o Santos.

A situação do futebol feminino, reflete a situação da mulher na sociedade. Infelizmente, o papel que a nossa sociedade designa para as mulheres é secundário, não é um papel de protagonismo. E temos essa ideia de que o Brasil é o país do futebol. Quando se fala de um esporte que é a identidade nacional e que é representado sobretudo pelos homens e para os homens, nossas guerreiras do futebol entram e felizmente quebram essa representação, carregada de estereótipos e inferiorização das mulheres.

As meninas da seleção, sobretudo a voz firme da jogadora Marta, vem quebrado muitos preconceitos, a começar pela desvalorização da opinião feminina, as vozes das mulheres não são ouvidas na sociedade machista e patriarcal que vivemos, é comum ouvirmos o absurdo que mulheres não entendem de futebol, ou que é coisa de homem. Ainda vivemos em uma sociedade misógina, que não valoriza aquilo que as mulheres pensam e dizem, como se elas não fossem autorizadas a ter opinião própria e a ter conhecimento, sobretudo no futebol, a grande paixão nacional.

A conquista do ouro olímpico do futebol feminino não será fácil, mas o exemplo de superação, garra e força de Formiga, para milhões de outras mulheres vale mais que qualquer topo do pódio olímpico!

 

* As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião deste portal de notícias.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ao Ponto
Sobre Ao Ponto
GUILHERME ABRAÃO, formado em Direito pela PUC Campinas/SP, aluno de Ciências Sociais pela UNIFAL. Foi consultor da UNESCO, Conselheiro Estadual de Cultura, Superintendente de Cultura da Prefeitura Alfenas/MG, foi Assessor Parlamentar na Câmara dos Deputados, Assessor Jurídico da Prefeitura de Pouso Alegre/MG, e Diretor Municipal de Cultura em Estiva/MG. Vice-presidente do Circuito Turístico Lago de Furnas. Faça contato através do e-mail: [email protected]
Sobre o município
Alfenas - MG
Atualizado às 10h29 - Fonte: Climatempo
31°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 35°

31° Sensação
15 km/h Vento
40.6% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (21/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Quarta (22/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.