Sábado, 27 de Fevereiro de 2021 00:42
(35) 988158840
Saúde IMPORTÂNCIA VACINA

Projeto de extensão da UNIFAL-MG utiliza as redes sociais para desmitificar informações falsas sobre a ação segurança das vacinas

Nos perfis do projeto nas redes sociais Facebook e Instagram já é possível acompanhar dois vídeos explicativos sobre os temas

02/02/2021 13h44 Atualizada há 3 semanas
262
Por: Redação 4
A falta de conhecimento sobre as vacinas faz com que as notícias falsas alcancem elevada visibilidade e aceitação, o que resulta na intensificação dos movimentos anti-vacinas/Foto: Fábio Marchetto - Imprensa MG
A falta de conhecimento sobre as vacinas faz com que as notícias falsas alcancem elevada visibilidade e aceitação, o que resulta na intensificação dos movimentos anti-vacinas/Foto: Fábio Marchetto - Imprensa MG

Da Redação

Levantamento divulgado pelo Datafolha no mês de janeiro mostrou que 17% dos brasileiros disseram que não pretendem se vacinar contra o novo coronavírus. Outros 79% dos entrevistados afirmaram que querem se vacinar e 4% declararam que não sabem. Um projeto de extensão realizado pela UNIFAL-MG propõe ajudar na divulgação de informações sobre a ação das vacinas, os tipos, benefícios e principais efeitos, a fim de conscientizar a respeito da importância da vacinação.

Desenvolvido pela equipe que participa da Liga Acadêmica de Alergologia e Imunologia (LAAI), sob a coordenação dos professores Leonardo Augusto de Almeida e Evandro Monteiro de Sá Magalhães, o projeto “Vacinas: fatos, mitos e verdades” utiliza as mídias sociais como forma de esclarecer as dúvidas e mitos acerca da segurança das vacinas.

De acordo com o professor Leonardo, o projeto possui grande importância no atual contexto em que os brasileiros vivem de receio de imunização, com a chegada da vacina contra a Covid-19. “A falta de conhecimento sobre as vacinas faz com que as notícias falsas alcancem elevada visibilidade e aceitação, o que resulta na intensificação dos movimentos antivacinas”, afirma.

“Os temas vão explicar desde a história da vacina, os tipos de imunidade e vacinas e como elas agem para que seja disponibilizado uma sequência lógica para a população. Além dos vídeos interativos, o projeto criará podcasts, aulas abertas com convidados, enquetes nas redes sociais para intensificar a participação das pessoas e manter um canal de comunicação com os seguidores das redes sociais para que sejam enviadas dúvidas”, conta Prof. Leonardo, que é o responsável por revisar o conteúdo, a partir de buscas em bases de dados confiáveis e livros didáticos.

Vídeos interativos e imagens com linguagem acessível fazem parte do conteúdo produzido por 16 acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Ciências Biológicas, Farmácia, Medicina e Nutrição, que integram a Liga Acadêmica. O grupo estabeleceu um cronograma com as datas e os temas que serão abordados em cada postagem.

As postagens tiveram início em 15 de janeiro com a apresentação do grupo, que descreve: “Nós membros da Liga Acadêmica de Alergologia e Imunologia temos consciência do nosso papel na sociedade, dessa forma o projeto irá auxiliar com informações acessíveis que visam auxiliar o momento que estamos vivendo e combater qualquer notícia que não seja verdadeira.”

Nos perfis do projeto nas redes sociais Facebook e Instagram já é possível acompanhar dois vídeos explicativos sobre os temas “História da Vacina” e “Vacina e o mecanismo de ação”.

Para a integrante da Liga, Bianca Souto, do curso de Biomedicina, participar deste projeto tem sido uma experiência interessante pela própria proposta da iniciativa. ”Poder fazer parte dessa comunicação entre a Universidade e a comunidade não acadêmica é uma experiência enriquecedora, pois revela nosso papel como estudantes e futuros profissionais da saúde em relação às demandas que a sociedade possui”, comenta.

Segundo a acadêmica, as mídias sociais possuem maior alcance e permitem que as informações corretas fiquem acessíveis a um público diversificado. “O projeto torna possível passar conhecimento de forma didática através de publicações como vídeos e posts. Estes mantêm um diálogo aberto pela própria possibilidade de interação do público com o conteúdo digital”, avalia Bianca.

Confira os posts produzidos pela equipe da Liga Acadêmica de Alergologia e Imunologia (LAAI), siga, curta e compartilhe:

:: Facebook – Projeto Vacinas: Fatos, mitos e verdades

:: Instagram – Projeto Vacinas: Fatos, mitos e verdades

Conheça os acadêmicos que integram a LAAI

Fonte: Dicom / UNIFAL - MG

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.