Quarta, 12 de Maio de 2021 15:51
(35) 988158840
Geral AGRICULTURA FAMILIAR

Mais respeito aos nossos agricultores

Semear, cuidar, colher, transportar e vender alimentos saudáveis e com preços acessíveis é uma tarefa dura e dificílima, nestes tempos de pandemia, temos que valorizar, cuidar e proteger nossos/as agricultores/as, eles/as são essenciais e fundamentais para sobrevivermos!

17/04/2021 09h30 Atualizada há 4 semanas
441
Por: Redação 4
Feira Livre de Alfenas, em 2018, durante 1ª Workshop Lugares de Minas de Fotografia
Feira Livre de Alfenas, em 2018, durante 1ª Workshop Lugares de Minas de Fotografia

Guilherme Abraão

A Agricultura Familiar contribui de forma significativa para a economia do Brasil, movimentando cerca de R$ 55 bilhões por ano no país. O setor é responsável por mais de 50% da comida que chega à nossa mesa e emprega 70% da mão de obra no campo. E em Alfenas, quais são os números, para além das grandes fazendas de café e soja, temos dezenas de centenas de pequenos agricultores/as, e o maior entreposto de venda destes produtos são as feiras livres, em especial a tradicional de domingo nas ruas ao redor do prédio da Prefeitura.

E 2021 está sendo duro para todos nós, e nossos/as agricultores/as vem sofrendo ainda mais. Nesta semana, veio o anuncio dos cortes do orçamento da União, entre eles está R$ 1,3 bilhão destinados aos subsídios do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Com este corte o programa corre riscos e milhares de homens e mulheres que vivem da terra e produzem alimentos saudáveis que chegam em nossas mesas também em perigo. Além disso, nossos agricultores/as não estão na lista de prioridade dos planos de vacinação.

Em 2017, quando estava à frente da Superintendência de Cultura da Prefeitura de Alfenas, dei início ao processo de registro imaterial da Feira Livre como bem cultural de nosso povo, pela farta contribuição não apenas econômica, mas como produto cultural, afinal, são décadas, gerações de feirantes e clientes, um espaço de encontro e socialização de toda comunidade, o processo foi concluso em 2019. A Feira de domingo é nosso maior evento cultural semanal, atraindo milhares de pessoas, fazendo girar toda cadeia econômica. Mas, precisamos respeitar, defender e protege-la, bem como seus agricultores/as!

Quando a pandemia chegou, a feira de domingo, também foi fortemente impactada. E no final de março de 2020, ela foi paralisada, algo inédito em quase 70 anos de atividade ininterrupta. Logo em abril, após intensa mobilização da Associação dos Feirantes das Feiras Livres de Alfenas a feira foi realizada dentro do campo da Saliba, seguindo uma série de protocolos.

Agora, em março de 2021, quando o Estado entrou na Onda Roxa, a Feira foi suspensa, mesmo não constando no decreto do Govenador Zema e tampouco de um decreto municipal, sem qualquer citação explícita que impedisse a realização dela. E ocorreu até mesmo o uso de força policial para impedir a montagem das bancas em uma madrugada..

No dia 08 de abril a Prefeitura publicou um decreto autorizando a realização das feiras livres em Alfenas para o comércio de produtos hortifrutigranjeiros, produtos da agricultura familiar e alimentos, ficando proibido o comércio de bebidas alcóolicas e o consumo de alimentos no local das feiras. No domingo, dia 11 de abril, os/as agricultores/as montaram suas bancas, após quatro finais de semanas sem poder vender. Voltando a girar a roda econômica e escoando suas produções. Vale lembrar que os outros segmentos da feira, como vestuário também precisam de apoio.

Esta pausa forçada causou imensos prejuízos aos/as agricultores/as, que acordam cedo para lavrar a terra e tirar o sustento de suas famílias. Nossa feira tem outras funções, ela ajuda a regular o mercado local. Sem ela os preços dos alimentos subiram. Muitas famílias ganham alimentos dos/as feirantes, e grande quantidade dos produtos são doados para instituições, como o Lar São Vicente de Paulo. Muitos agricultores têm financiamentos com bancos, seus produtos não podem ser guardados, conservados, para serem vendidos posteriormente, e sem a feira muitos corriam riscos de falir, e ainda irão sofrer os impactos desta pausa forçada por meses.

Em outras cidades as feiras não foram suspensas, e protocolos foram adotados. Algumas prefeituras de outros Municípios, através de Secretarias de Agricultura se organizaram para ajudar os/as agricultores/as, inclusive com compra da produção e distribuição para população em risco social, e que precisam de fornecimento de alimentos pelo poder público. Isso também poderia ter ocorrido por aqui? 

Da cidade Itajubá, que tem um porte parecido com Alfenas, o jovem e competente Bruno Vidal de Almeida, atual Secretário de Agricultura, tem desenvolvido ações que tem ganhado destaque no Estado, principalmente pelas hortas agroflorestais que a Prefeitura daquele Município tem criado, que irão produzir alimentos para doação e também ervas medicinais, para servir a população.

O que mais me chamou a atenção foi justamente a criação, por aquela Secretaria de Agricultura, de um canal de interação online entre a população e os/as produtores/as das feiras livres que também tiveram que paralisar por alguns dias suas atividades. Esta ferramenta simples auxiliou e garantiu renda e se concretizou como um canal direto de compras, diminuindo os prejuízos. Por lá, os/as agricultores/as tem sido protegido e acolhido pelo poder público.

Que sementes boas como esta da secretaria em Itajubá/MG inspire outras localidades, afinal, precisamos respeitar e cuidar melhor de nossos/as agricultores/as, principalmente neste momento difícil!

* As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião deste portal de notícias.

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ao Ponto
Sobre Ao Ponto
GUILHERME ABRAÃO, formado em Direito pela PUC Campinas/SP, aluno de Ciências Sociais pela UNIFAL. Foi consultor da UNESCO, Conselheiro Estadual de Cultura, Superintendente de Cultura da Prefeitura Alfenas/MG, foi Assessor Parlamentar na Câmara dos Deputados, Assessor Jurídico da Prefeitura de Pouso Alegre/MG, e Diretor Municipal de Cultura em Estiva/MG. Vice-presidente do Circuito Turístico Lago de Furnas. Faça contato através do e-mail: [email protected]
Sobre o município
Alfenas - MG
Atualizado às 15h42 - Fonte: Climatempo
28°
Poucas nuvens

Mín. 15° Máx. 28°

27° Sensação
13.4 km/h Vento
34.2% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (13/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 24°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (14/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio